O Nápoles ficou este domingo a uma vitória de garantir o segundo lugar na Liga italiana de futebol e o acesso direto à Liga dos Campeões, ao receber e bater o Inter de Milão, por 3-1.

Numa partida da 35.ª jornada da Liga italiana, e quando faltam três rondas para terminar a época, a equipa napolitana soma 72 pontos, mais sete do que o AC Milan e menos 11 do que o novo bicampeão, a Juventus.

O Nápoles abriu o ativo no estádio de São Paulo logo aos três minutos, por intermédio de Cavani, tendo o Inter restabelecido a igualdade 20 minutos depois, através de uma grande penalidade convertida pelo argentino Alvarez.

O uruguaio Cavani viria a fazer um “hat-trick” e dar o triunfo ao Nápoles, ao marcar aos 33 minutos, de penálti, e aos 78.

A três jornadas do fim da competição, a Juventus assegurou o seu 29.º título de campeão italiano de futebol, ao vencer por 1-0 o Palermo.

A “Vecchia Signora” confirmou a revalidação do título ao vencer na receção ao Palermo, graças a um golo solitário de Arturo Vidal, na marcação de uma grande penalidade, aos 59 minutos, num encontro que acabou em inferioridade numérica devido à expulsão do francês Pogba, aos 83.

Com este triunfo, a Juventus, comandada por Antonio Conte, soma 83 pontos, já inalcançáveis para o Nápoles.

O AC Milan cimentou o terceiro lugar na classificação, ao vencer o Torino, por 1-0, no Estádio Giuseppe Meazza, com um golo de Mario Balotelli, a seis minutos do final do encontro, beneficiando da derrota caseira da Fiorentina frente à AS Roma, no sábado, por resultado idêntico.

Já esta manhã, a Udinese, com dois golos do “capitão” Antonio Di Natale, venceu em casa a Sampdoria, por 3-1.

No entanto, o destaque individual da ronda foi conquistado pelo avançado alemão Miroslav Klose, autor de cinco dos seis golos da vitória da Lazio na vitória caseira frente ao Bolonha.

Já com o resultado feito (6-0), com o tento de Hernanes além dos cinco de Klose, o português Pereirinha entrou em campo, substituindo Candreva, aos 63 minutos.

Nos restantes encontros, o Parma venceu no Ennio Tardini a Atalanta, por 2-0, e o Catânia derrotou por 3-0 o “aflito” Siena, que alinhou com o português Jorge Teixeira a tempo inteiro, graças a um “hat-trick” do ex-benfiquista Bergessio, e o Génova, antepenúltimo classificado, impôs-se por 4-1 na receção ao “lanterna vermelha” Pescara, que confirmou a descida de divisão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.