Mino Raiola vai pensar duas vezes antes de fazer uma promessa a Mario Balotelli. O empresário do italiano ofereceu um ‘prémio de jogo’ diferente ao avançado. Caso o jogador do Nice marcasse dois golos ia poder utilizar o seu carro. Em entrevista ao ‘Il Giornale’, o representante contou a história.

"Perguntou-me se podia usar o meu Bentley e eu respondi-lhe: 'Mario, marca dois golos contra o Marselha e depois falamos sobre isso'. Claro que me esqueci disso. Pouco tempo depois, a minha mulher telefonou-me a dizer que o Mario queria falar comigo e oiço a voz dele: 'Mino! As chaves do Bentley? Marquei dois golos ao Marselha".

A história de Balotelli não fica por aqui. Já com as chaves do carro de luxo, o avançado foi à sua vida. Os festejos do bis ante o Marselha alongaram-se pela noite dentro.

"Foi a uma discoteca e bateu num poste a fazer marcha-atrás. Depois telefonou-me e disse-me com voz profunda: 'Mino, lamento!'. Não posso estar chateado com ele".

Sem ressentimentos pelo carro, Mino Raiola assegurou que faz parte da personalidade do jogador. O empresário foi mais longe. Se Balotelli fosse Ibrahimovich, já tinha ido mais longe com a sua carreira.

"Se tivesse a mentalidade de Zlatan [Ibrahimovic], com o seu talento já tinha ganho cinco vezes a Bola de Ouro. Mas estou certo de que um dia poderá ser um campeão".

Mario Balotelli está de volta à competição depois de uma passagem menos boa pelo Liverpool. Sob a alçada de Jurgen Klopp, o italiano não teve hipóteses nos ‘reds’. No mercado de verão saiu para o Nice onde espera relançar a carreira. Para já, a ‘aventura’ francesa tem corrido bem. O clube francês lidera o campeonato gaulês.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.