Um golo do espanhol Pedro deu hoje à Roma, comandada por Paulo Fonseca, a primeira vitória na edição 2020/21 da Liga italiana de futebol, em Udine, em jogo da terceira jornada.

O antigo jogador de FC Barcelona e Chelsea apontou o golo do primeiro triunfo dos romanos, aos 55 minutos, depois da derrota administrativa em Verona (3-0), pela inscrição irregular de Amadou Diawara, e do empate na receção à Juventus (2-2), selando o terceiro desaire seguido da Udinese.

Este foi o primeiro triunfo desde que o emblema ‘giallorosso’ foi adquirido pelo empresário norte-americano Dan Friedkin, que assistiu ao encontro na tribuna do Olímpico de Roma.

No outro jogo do dia, uma vez que o embate entre Génova e Torino foi adiado devido a vários casos de covid-19 no plantel genovês, o Sassuolo goleou em casa o Crotone, por 4-1, e assumiu a liderança provisoria da competição, com sete pontos, mais um do que cinco equipas, todas com apenas dois jogos disputados.

Berardi, aos 19, Caputo, aos 58 e 85, o primeiro na conversão de uma grande penalidade, e Locatelli, aos 90+3, marcaram os golos dos anfitriões, enquanto o nigeriano Nwankwo marcou, aos 49, também de castigo máximo, o golo dos visitantes, que também ainda não pontuaram.

A jornada da Liga italiana prossegue no domingo, com a receção do AC Milan, ‘carrasco’ do Rio Ave na Liga Europa, ao Spezia e a visita do Inter Milão à Lazio, enquanto subsiste a dúvida da realização do jogo entre Juventus e Nápoles.

A formação napolitana tem dois jogadores infetados pelo novo coronavírus e foi impedida de viajar para Turim, enquanto a formação de Cristiano Ronaldo cumpre isolamento preventivo, pela deteção de casos de covid-19 no ‘staff’, mas não está impedida de comparecer ao jogo, marcado para as 20:45 locais (19:45 em Lisboa).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.