O Parma, equipa na qual alinham os futebolistas portugueses Silvestre Varela e Pedro Mendes, foi hoje declarado falido por um tribunal local, anunciou Osvaldo Riccobene, um dos representantes do clube.

"Os credores solicitaram que fosse decretada a bancarrota, pedido que foi aceite pelo Procurador da República", acrescentou a mesma fonte.

O presidente do clube, Giampetro Manenti, está detido preventivamente desde quarta-feira, por suspeita de crimes de peculato, fraude informática, uso de cartões multibanco clonados e lavagem de dinheiro.

O Parma já tinha perdido três pontos no campeonato por salários em atraso, situação que se arrasta desde julho de 2014.

Já com a época a decorrer, Tommaso Ghirardi, antigo presidente, vendeu o Parma, pelo preço simbólico de um euro, a Giampetro Manenti, que prometeu injetar capital no clube, o que nunca veio a suceder.

Além de Manenti, foram detidas mais 21 pessoas por branqueamento de capitais e outros crimes.

O clube, que pode ser afastado da Serie A e não completar a temporada, tem um "buraco" financeiro entre 40 a 50 milhões de euros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.