O Atlético de Madrid conquistou esta quarta-feira a terceira Supertaça Europeia da sua história, ao vencer o Real Madrid por 4-2, num jogo realizado em Tallinn, na Estónia. O encontro só ficou resolvido depois do prolongamento.

O Real Madrid começou a partida com mudanças quer no onze, quer no banco de suplentes. Cristiano Ronaldo deixou os 'merengues' para rumar à Juventus e no comando técnico Zinedine Zidane deu lugar a Julen Lopetegui.

O Real Madrid perseguia a histórica marca de três supertaças consecutivas, mas o Atlético de Madrid impediu que se fizesse história, fazendo o pleno de triunfos nas três vezes em que participou.

Os 'colchoneros' foram os primeiros a marcar e logo segundos depois do apito inicial de Szymon Marciniak. Passe fenomenal de Godín, Diego Costa amortece de cabeça, ganhou em velocidade a Sergio Ramos e fuzilou Navas já quase sem ângulo.

O Real Madrid reagiu bem ao golo sofrido no primeiro minuto e o empate esteve à vista aos 17 minutos. Jogada de Marcelo pela esquerda, a cruzar para a área, Asensio desvia ao primeiro poste, mas Oblak fez uma grande defesa.

O golo dos 'merengues' acabaria por aparecer dez minutos depois. Cavalgada de Bale pela esquerda para finalização de cabeça de Benzema ao segundo poste.

O Real Madrid teve depois uma oportunidade para dar a volta ao marcador. Aos 29 minutos, Asensio aproveiteu o desequilíbrio dos 'colchoneros', e em zona central atirou de pé direito, mas a bola saiu a rasar o poste mais afastado.

O golo da reviravolta acabaria por surgir já na segunda parte através da conversão de uma grande penalidade. Juanfran tocou com a mão na bola dentro da área e Sergio Ramos não perdoou na marcação do castigo máximo.

O Atlético de Madrid não baixou os braços e partiu à procura do golo do empate, algo que conseguiu aos 79 minutos. Juanfran aproveita um mau alívio de Marcelo, cruzamento para trás de Correa que, junto à linha de fundo, serve Diego Costa que faz o bis na partida.

O jogo podia ter ficado resolvido na compensação do segundo tempo e com um golo de bandeira de Marcelo. Bale colocou a bola na área, o defesa brasileiro tenta o remate acrobático, mas acertou mal na bola.

Já no prolongamento, o Atlético de Madrid dominou e marcou dois golos de rajada que acabaram com a partida. O primeiro foi de Saúl Ñíguez aos 98 minutos. Cruzamento atrasado de Partey, Saúl encheu o pé e fuzilou Navas.

Aos 104 minutos, os 'colconheros' fizeram o 2-4. Grande jogada de Diego Costa a ganhar na raça a Carvajal. O avançado aguenta a pressão, serve Vitolo e que dá de primeira para o remate de Koke. O médio, solto, bate de primeira para o fundo das redes de Navas.

O Atlético de Madrid conquistou assim a terceira Supertaça Europeia da sua história, depois de ter levantado este troféu em 2010 e 2012, naquele que foi o primeiro  jogo oficial que o Real Madrid disputou sem Cristiano Ronaldo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.