O FC Porto e o Vitória de Guimarães disputam no sábado a 35.ª edição da Supertaça Cândido de Oliveira, que os “dragões” conquistaram mais vezes do que os restantes vencedores do tradicional jogo de abertura da época do futebol.

Os tricampeões nacionais somam 19 troféus e procurarão sair do Estádio de Aveiro com o quinto consecutivo, série iniciada a 09 de agosto de 2009, com uma vitória sobre o Paços de Ferreira (2-0), com Jesualdo Ferreira ao comando.

Os vimaranenses, por seu lado, são a quinta equipa da “elite” de vencedores da Supertaça, com uma vitória, em 1988, precisamente contra o FC Porto, conseguida em duas mãos: 2-0 em Guimarães e 0-0 no antigo Estádio das Antas.

Os restantes conquistadores, perfazendo os 15 títulos contra os 19 dos “azuis e brancos”, são o Sporting (sete troféus), Benfica (quatro) e Boavista (três).

A atual edição poderá marcar ainda a conquista do primeiro título oficial do treinador Paulo Fonseca, ex-treinador do Paços de Ferreira e que substituiu Vítor Pereira nos “dragões”, ou o segundo de Rui Vitória, menos de três meses após a conquista da Taça de Portugal, frente ao Benfica (2-1).

Aliás, caso os vimaranenses batam o FC Porto, serão dois títulos oficiais do futebol português num muito curto espaço de tempo, no que seria o culminar de uma temporada – não esquecendo que a presença na Supertaça é conseguida na época anterior – em que a equipa da Cidade-Berço superou as melhores expectativas, na qual atravessou graves problemas financeiros.

O Estádio Municipal de Aveiro vai receber pela quinta vez consecutiva a final da Supertaça, um palco em que o FC Porto venceu sempre, no último ano com um golo do colombiano Jackson Martínez, que se estreou nesse encontro ao serviço dos “dragões”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.