Jorge Jesus não retira uma vírgula ao discurso que marcou esta semana de preparação da Supertaça Cândido de Oliveira, entre Sporting e Benfica, no qual disse em entrevista à RTP1 que "nada mudou" na sua antiga equipa.

"Não quero falar muito mais sobre isso, sou responsável por aquilo que digo, sei o que digo e mantenho o que digo. O que disse [sobre o Benfica] é uma verdade absoluta", começou por dizer Jorge Jesus, em conferência de imprensa realizada no Estádio do Algarve.

Paralelamente, o técnico do Sporting reiterou a sua ideia de que o Benfica parte como favorito para o jogo de domingo que abre a temporada. "Não é que o favoritismo dê direito a ganhar uma final, mas não podemos branquear que uma equipa é campeã e que nos últimos dois anos ganhou sete troféus em oito. Estamos confiantes para disputar esta final", afirmou Jorge Jesus, voltando a abordar a questão dos 'mind games': "Não fujo ao que disse. Os jogos que eu vi do Benfica vi o mesmo sistema, a mesma ideia de jogo, tudo o que é estratégia de bola parada exatamente igual... Só tenho de dar os parabéns ao treinador do Benfica por não mudar numa equipa que ganhou tudo."

Confrontado com um eventual aproveitamento do rival encarnado para motivar a equipa em função das suas palavras, Jorge Jesus recusou taxativamente esse cenário e deixou um elogio sentido aos seus antigos jogadores: "Os meus antigos jogadores do Benfica têm muita categoria e as minhas palavras para eles valem zero. Isso é outro filme de quem quer tirar partido de uma vírgula da minha declaração. Os jogadores do Benfica estão super-educados, super-preparados. Conheço-os como as palmas das minhas mãos. Eles são muito grandes para isto os motivar. Para eles isto é brincadeira."

Numa conferência ainda muito marcada pela sua passagem de seis anos pelo Benfica, Jorge Jesus, agora do outro lado da barricada, recusou igualmente o argumento de uma possível maior fragilidade dos bicampeões nacionais, face às 'perdas' de Maxi Pereira e Lima. "O ano passado o Benfica perdeu vários jogadores e foi campeão. Isso é para adormecer quem não está atento", atirou.

Por fim, a uma pergunta sobre um alegado desgaste superior do Benfica devido à digressão de pré-temporada, o técnico do Sporting quis colocar um ponto final na conversa sobre o seu ex-clube e passou a bola a... Rui Vitória. "Tem de perguntar ao Rui Vitória. Já não sou treinador do Benfica!"

A Supertaça Cândido de Oliveira, entre o Benfica e o Sporting, disputa-se este domingo, às 20h45, no Estádio do Algarve.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.