O FC Porto volta a falhar o objetivo de conquistar a Taça da Liga, o título que lhe falta no museu, ao perder nos Açores diante do Santa Clara, por 3-1. Os açorianos, que na primeira jornada empataram 2-2 em casa do Rio Ave, chegaram ao intervalo já em vantagem, depois de um golo de Chindris, aos 17 minutos, tendo ampliado na segunda metade por Ricardinho (65). Taremi ainda reduziu para os azuis e brancos (83), mas Nené aplicou o golpe final nos descontos.

O Santa Clara lidera o grupo D com quatro pontos, mais três do que o Rio Ave, que ainda tem uma réstia de esperança de se apurar para a 'final four', precisando para isso de vencer na terceira jornada, no Dragão.

Veja o resumo

Na antevisão a este jogo, Sérgio Conceição admitiu não ser grande apreciador da rotatividade, mas certo é que apenas Marcano repetiu a presença na equipa inicial em comparação com o jogo em Tondela, no último sábado. Marchesín, Nanu (estreia absoluta), Mbemba, Wilson Manafá, Bruno Costa, Grujic, Corona, Pepê, Fábio Vieira e Toni Martínez foram as novidades.

No lado do Santa Clara, Nuno Campos também fez várias mudanças, com Ricardo Fernandes, Pierre Sagna, Chindris, Paulo Henrique, Nené, Mohebi, Rui Costa e Luiz Phellype a aparecerem no onze titular.

O FC Porto esteve perto do golo logo aos três minutos, com Fábio Vieira a ganhar a bola no centro da área, mas o remate saiu por cima. Acabou por ser o Santa Clara a marcar, na primeira grande oportunidade: canto na esquerda, Marcano corta ao primeiro poste, mas a bola sobra para Chindris, que remata à meia-volta e bate Marchesín (17'), assinando o seu primeiro golo em plena estreia pelo conjunto açoriano.

Para desespero de Sérgio Conceição, os 'dragões' só conseguiram criar perigo na reta final da primeira parte, com Fábio Vieira (37') a atirar rasteiro para a defesa apertada de Ricardo Fernandes. Logo a seguir, Pepê rematou em zona frontal, mas à figura do guardião adversário.

Otávio, Sérgio Oliveira e Luis Díaz foram lançados para a segunda parte, e foi precisamente o colombiano a falhar o empate aos 51', atirando por cima quando estava na cara de Ricardo Fernandes. Aos 56' Nanu cruzou na direita para o segundo poste, Luis Díaz amorteceu de cabeça na pequena área para Toni Martínez, mas o espanhol não conseguiu finalizar.

Nada saía bem ao FC Porto, que, para piorar, ainda viria a sofrer o 2-0 num erro de Mbemba. O central dos 'dragões' entregou a bola a Luiz Phellype, que colocou de cabeça na zona frontal da área, onde surgiu Ricardinho (66') a fintar Marcano e a rematar para o fundo das redes.

A equipa portista aumentou a pressão e Taremi, que foi lançado imediatamente antes do 2-0, conseguiu reduzir já nos minutos finais, aproveitando um remate falhado de Evanilson. Os sete minutos de compensação motivaram bastantes protestos no banco do Santa Clara, mas acabaria por ser a formação da casa a marcar aos 90+6', com Nené a antecipar-se a Mbemba e a sentenciar a partida.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.