Num jogo com poucas oportunidades de golo, o Rio Ave (Liga) não conseguiu impor a sua superioridade contra uma equipa do Estoril-Praia (Liga de Honra) combativa e bem organizada defensivamente.

A primeira parte foi marcada pelo equilíbrio. O Rio Ave entrou mais agressivo e, nos primeiros dez minutos, foi a equipa que esteve mais perto do golo, com três remates a passar perto da baliza à guarda de Cléber.

A primeira jogada de perigo da equipa da casa surgiu, aos 21 minutos, quando o avançado Tony Taylor surgiu isolado e permitiu a defesa de Mário Felgueiras.

Após o intervalo, as equipas mantiveram a toada da primeira parte, com o jogo a ser repartido a meio campo e com poucas oportunidades de golo.

Aos 70 minutos, gritou-se golo no Estádio António Coimbra da Mota. Vinicius Reche desmarcou Alex Afonso que, frente ao guarda-redes forasteiro, rematou ao lado da baliza.

Oito minutos depois, o lance de maior perigo da partida permitiu a defesa da noite ao guarda-redes da equipa da casa, quando Yazalde respondeu a um cruzamento de Bruno Gama, na marcação de um livre na lateral.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.