A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) emitiu hoje um comunicado em que refuta as responsabilidades que lhe são atribuídas pela RTP, relativas à transmissão televisiva do jogo Paços de Ferreira-FC Porto, referente à Taça da Liga de futebol.

A LPFP “refuta ter sonegado o direito de escolha contratualmente estabelecido entre o organismo e o operador público de televisão”, depois de a RTP ter dito que a postura da Liga “viola o direito de primeira escolha do contrato assinado entre as duas entidades” e lamenta “o enorme transtorno causado” aos seus telespetadores.

De acordo com a Liga de clubes, a estação televisiva pública, em 29 de novembro, optou pela transmissão do jogo Vitória de Setúbal-Benfica, reiterando todo o seu empenho na parceira estabelecida com a RTP.

A RTP anunciou que, por razões a que é alheia, não transmitiria o jogo Paços de Ferreira-FC Porto, da 3.ª jornada da Taça da Liga de futebol, e criticou, em comunicado, a postura da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

“A Liga de clubes informou a RTP que não dá autorização para a transmissão deste jogo, apesar do contrato existente entre as duas organizações, justificando a decisão com o facto da Sport TV considerar ter direito a dar o jogo em exclusivo”, refere um comunicado divulgado na página de Facebook da RTP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.