O capitão da Académica Orlando afirmou hoje que a Académica quer vencer o Arouca, em jogo da 1.ª mão da 2.ª fase da Taça da Liga de futebol, pedindo concentração máxima à equipa.
"O facto de a final ser no nosso estádio é um estímulo. Era bonito que isso viesse a acontecer, mas queremos pensar jogo a jogo. Vamos fazer o nosso melhor, é o que podemos prometer. Temos alguma informação sobre o próximo adversário porque já vimos vídeos deles. Estamos documentados o suficiente. A nossa obrigação é ganhar sempre, esse é o nosso caminho" disse o central, um dia após ter sido conhecido o “palco” da final da prova, o Estádio Cidade de Coimbra.
Os "estudantes" querem repetir a boa prestação na edição do ano passado, quando apenas foram eliminados nas meias-finais pelo FC Porto.
O jogador da Académica diz que o Arouca, equipa da Liga de Honra, tem bons jogadores e avisa que a equipa não irá relaxar perante o próximo adversário. "O Arouca é uma equipa típica da segunda liga, com bons jogadores. São equipas combativas e criam sempre dificuldades. Jogar contra equipas da Liga será um estímulo extra para eles. Vai ser difícil mas estamos preparados para vencer. Relaxamento? Isso não pode acontecer…", alertou.
Devido a presença de jogadores em diferentes selecções (Grilo nos Sub-20 e Nuno Coelho e Éder nos Sub-23) e também devido a algumas lesões (Barroca e Laionel), é natural que o técnico Jorge Costa opte por mexer na equipa e recorra a elementos ainda pouco utilizados.
Os "estudantes" deslocam-se a Arouca no domingo, pelas 16:00, num encontro que será apitado por Olegário Benquerença, de Leiria.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.