A edição 2015/2016 da Taça da Liga pode não ter qualquer equipa "grande" nas meias-finais. O FC Porto já está eliminado, o Sporting muito dificilmente irá conseguir o apuramento e o Benfica, o melhor posicionado entre os três, ainda pode ficar pelo caminho.

A Taça da Liga está a ser rica em surpresas e poderá não ter nenhum "grande" nas meias-finais pela primeira vez. Nos jogos das segunda-jornada, FC Porto e Sporting perderam fora frente a formações do segundo escalão, o Benfica sofreu para derrotar o Oriental por 1-0.

No grupo A o Marítimo tem tudo para seguir para às meias-finais pelo segundo ano consecutivo. Os verde-rubros da Madeira lideram a sua poule com seis pontos em dois jogos, e só o Feirense e o Famalicão podem ainda fazer frente à equipa. Na derradeira ronda o Marítimo recebe o Famalicão, bastando um empate para seguir em frente embora uma derrota pela margem mínima possa ser suficiente O FC Porto, que à partida era o principal candidato a passar no grupo, soma duas derrotas em outros tantos jogos, com Marítimo em casa e Famalicão fora.

Para passar, Famalicão e Feirense terão de golear na derradeira jornada. O Famalicão tem um golo marcado e um sofrido, o Feirense tem três marcados e quatro sofridos. O Marítimo tem sete marcados e três sofridos. O Feirense tem de golear o FC Porto e esperar que o Famalicão vença o Marítimo mas por poucos golos. Já o Famalicão tem de golear o Marítimo por cinco ou mais golos de diferença.

O Benfica lidera o Grupo B com duas vitórias e outros tantos jogos mas pode não ser suficiente. Depois de vencer o Nacional e o Oriental, os "encarnados" terão de não perder na derradeira ronda em casa do Moreirense, a única equipa que ainda pode seguir em frente, à par das "águias". Oriental com um ponto e Nacional sem qualquer ponto já estão fora da corrida.

Pior que o Benfica está o Sporting. Se os "encarnados" dependem apenas de si para seguirem para as meias-finais, os "leões" terão de vencer o Arouca por vários golos e esperar pela derrota do Portimonense em Paços de Ferreira. O desaire sofrido pela equipa de Jesus no Algarve deixou os "leões" em maus lençóis, com três pontos, contra seis da turma algarvia.

Na derradeira ronda da fase de grupos o Sporting terá de recuperar de uma desvantagem de cinco tentos no goal-average. O Portimonense marcou seis golos e sofreu um, o Sporting marcou três e sofreu três. Ou seja, para passar, a turma de Alvalade tem de vencer o Arouca por 4-0 por exemplo e esperar que o Portimonense perca por dois ou mais golos de diferença. Se vencer por 3-0, os algarvios têm de perder por três ou mais golos de diferença frente aos “castores”. Na derradeira ronda o Sporting desloca-se a Arouca e o Portimonense joga fora com o Paços Ferreira. A diferença entre marcados e sofridos é o primeiro critério de desempate.

No grupo D é o SC Braga quem está melhor posicionado para garantir o passaporte das meias-finais. Os minhotos têm seis pontos, mais dois que o Rio Ave, seu adversário na derradeira jornada. Ou seja, os vila-condenses têm de derrotar o Braga para marcarem presença nas meias-finais. Leixões e Belenenses já estão eliminados.

Tendo em conta que os técnicos dos três grandes têm utilizado estes jogos para rodarem jogadores, é provável que venham a ter mais dissabores. Com o FC Porto já eliminado, Sporting perto disso e Benfica com hipóteses de ficar para trás, as meias-finais da Taça de Portugal podem não ter qualquer clube dos "três" grandes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.