José Mourinho nunca conquistou o tão “famoso” triplete (taça de Portugal, campeonato e Liga dos Campeões) no nosso país. A culpa disso nunca ter acontecido pode ser atribuída a Camacho, o mesmo treinador que no último domingo voltou a vencer o treinador português , mas para a Liga espanhola.

No ano em que tudo caminhava nesse sentido, o FC Porto foi travado pelo Benfica de António Camacho na final da Taça de Portugal no dia 16 de Maio de 2004 no Jamor.

Os azuis-e-brancos até se colocaram em vantagem por Derlei aos 45 minutos, mas o grego que habitava na defesa encarnada, de nome Fyssas, tratou de empatar o jogo pouco depois. Entrou-se então num braço de ferro que só havia de ser resolvido no prolongamento. O herói desse dia foi Simão Sabrosa que se serviu da cabeça – gesto pouco usual no jogador – para sentenciar a partida aos 104 minutos.

Gorou-se o triplete de Mourinho e festejou-se a quebra do jejum encarnado na Taça que já durava desde a época 1995/96.

Em 2004 foi a última vez que as duas equipas se encontraram em jogos para esta competição. Desta altura, das duas equipas, apenas sobram Nuno Gomes e Moreira, jogadores agora pouco utilizados pelo treinador Jorge Jesus.

Em 2010/11 com outros protagonistas veremos qual será o desfecho da meia-final da competição disputada a duas mãos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.