O Alcochetense, que milita na III divisão, qualificou-se hoje para a quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, ao bater a União de Leiria, por 2-1, em jogo disputado no Estádio António Almeida Correia, em Alcochete.

A equipa de Manuel Cajuda, da Liga, chegou ao intervalo a vencer, com um golo de Diego Gaúcho, mas a equipa do Alcochetense deu a volta ao resultado na segunda parte, com golos de Djão e Luís Costa.

A União de Leiria entrou melhor na partida e nos primeiros minutos instalou-se no meio campo do Alcochetense, mas sem criar lances de perigo para a baliza de Nuno Madureira.

Com a baixa velocidade que era colocada no jogo pela equipa de Manuel Cajuda, o Alcochetense, que limita na série E da III divisão, conseguiu, aos poucos, ir equilibrando o jogo, que decorria sem grandes motivos de interesse.

A União de Leiria acabou por inaugurar o marcador aos 28 minutos, na sequência de um livre apontado na direita do ataque por Shaffer, com Diego Gaúcho a ganhar nas alturas e a cabecear sem hipóteses para Madureira.

O Alcochetense respondeu aos 38 minutos, com Paulo Elindo a ganhar uma bola a meio campo e a sair rápido para o ataque, entregando a Ricardinho, que rematou de pé direito, mas fraco, mas defesa fácil de Oblak.

Antes do intervalo, a União de Leiria teve ainda duas oportunidades para ampliar a vantagem, primeiro por Elvis, que rematou por cima, e depois por Jô, com uma grande defesa de Madureira.

Na segunda parte, o ritmo manteve-se muito baixo e o jogo decorria sem grandes oportunidades, muito por culpa da União de Leiria, que parecia não ter vontade de sentenciar o jogo com o segundo golo, e aos 68 minutos, a equipa do Alcochetense chegou mesmo ao empate.

Luís Costa desmarcou Djão que rematou forte e colocado, sem hipóteses para Oblak, após bater os centrais da União de Leiria.

O técnico Manuel Cajuda mexeu então na equipa leiriense e procurou regressar à vantagem, mas o seu adversário estava bem organizado no último reduto e ia resolvendo os problemas, procurando sempre explorar a velocidade dos seus avançados.

Numa dessas jogadas rápidas, o médio Luís Costa ganhou na direita, fletiu para dentro e cruzou de pé esquerdo. O avançado Djão ainda se fez à bola mas não conseguiu o desvio, com a bola a entrar diretamente na baliza de Oblak.

Nos últimos minutos, a equipa de Éloi Santos recuou no terreno e conseguiu segurar a vantagem, com a União de Leiria a atacar sem grande discernimento.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.