O Sporting fez uma participação ao Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) contra a utilização de Luan pelo Alverca no jogo da Taça de Portugal.

Em causa está a expulsão do jogador na visita ao Loures, a contar para o Campeonato de Portugal, tendo depois atuado na partida seguinte, na quinta-feira passada, para a Taça, na qual anotou o segundo golo da vitória (2-0) do Alverca sobre o Sporting.

A queixa do clube de Alvalade baseia-se na alegação de que o jogador ainda estava suspenso preventivamente no dia do jogo, pois a suspensão (de dois jogos) só foi conhecida no dia seguinte, sexta-feira, quando foi divulgado o mapa dos castigos. Defendem os 'leões' que Luan não poderia jogar enquanto não tivesse conhecimento do castigo, por estar sujeito à suspensão preventiva automática, sendo desconhecida se a sanção seria por jogos ou por um período de tempo.

Em declarações ao jornal Record, o presidente do Alverca garantiu estar "tranquilo" com a situação, admitindo que ficou "espantado" quando a FPF lhe comunicou que o jogo se encontra "sob averiguação".

"O regulamento é tão explícito que uma estrutura tão profissional como é a do Sporting não devia sentir qualquer problema em interpretá-lo", afirmou Fernando Orge.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.