Valeu ao Benfica o momento de inspiração de Saviola, na primeira parte, e de Aimar, mesmo no final. As exibições encarnadas continuam longe do Benfica campeão e o adversário, outrora o maior rival, também esteve longe de seduzir adeptos. No entanto, Domingos chegou à Luz com muitas baixas e uma equipa, ainda que com pedras basilares, algo remendada.

Saviola, que ontem fez anos, brindou os adeptos com um golo aos 40 minutos. Lançamento lateral, Javi Garcia desviou e o camisola 30, na entrada da pequena área, não perdoou e recebeu a sua prenda de anos. Já em tempo de compensação, Aimar fez o segundo, depois de alguma insistência e de uma bola ao poste.

A pouca chama foi comum às duas equipas, bem como as falhas nas transições ofensivas. O Benfica melhorou com a entrada de Salvio, na segunda parte para o lugar de Carlos Martins, que imprimiu mais velocidade ao encontro e teve uma grande oportunidade aos 72’, após um bom passe de calcanhar de Cardozo. Valeu a boa intervenção de Artur.

O golo do empate ia surgindo a três minutos do final, com Júlio César a impedir o prolongamento, com uma defesa à queima-roupa, mesmo em cima da linha.

O Benfica segue para os oitavos-de-final da Taça de Portugal, enquanto o Sporting de Braga fica por aqui.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.