O autocarro que transportou hoje o FC Porto, que defronta na quarta-feira o Benfica na segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal em futebol, chegou sem problemas a Lisboa, após uma viagem tranquila.

Esta só não foi a papel químico da viagem de 2 de Abril, que trouxe o FC Porto intacto até Lisboa para um dia depois se sagrar campeão na Luz, porque choveu, o presidente portista, Pinto da Costa, não viajou com a equipa e o trajecto escolhido foi feito pela A8 e não pela habitual A1.

Os “dragões” saíram do Estádio do Dragão a umas rigorosas 15h30 e trocaram as voltas aos que julgavam que o percurso rumo a Lisboa seria feito pela A1.

A opção, primeiro pela A29, A25, A17 e depois pela A8, provocou o efeito surpresa e evitou o policiamento da maior parte dos viadutos, que apenas foram patrulhados pelas autoridades já na ponta final da A8.

Intacto, o autocarro “portista” chegou ao hotel, em Lisboa, pouco antes das 19h00, onde o esperava um forte dispositivo policial, que barrava o acesso em todo o quarteirão envolvente à unidade hoteleira.

Perante as palmas e os elogios de cerca de uma dezena de adeptos portistas, os jogadores rapidamente recolheram ao interior do hotel, de onde apenas sairão na quarta-feira, pelas 11h00, afim de realizarem o habitual passeio matinal antes do jogo com o Benfica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.