A Associação Académica de Coimbra aproveitou hoje a final da Taça de Portugal de futebol, no Estádio Nacional, em Oeiras, para protestar contra as políticas de educação do Governo e a falta de medidas para a criação de emprego.

Ao minuto 43 do jogo entre a Académica de Coimbra e o Sporting, na final da Taça de Portugal, os estudantes, trajados a rigor, posicionados no topo sul, levantaram várias faixas com inscrições de protesto.

«Quero direito a um futuro», «Mãe, estou no desemprego», «Propina mais alta da União Europeia», «Marinho paga-me as propinas», «11 mil bolsas de estudo a menos», «Investir na Educação é investir no futuro», foram os recados deixados ao governo de Pedro Passos Coelho.

A ação de protesto prolongou-se no intervalo do encontro, durante o qual foram erguidas faixas de maior dimensão em que se lia «um futuro negro» e «por um país preto no branco».

A Académica conquistou hoje a Taça de Portugal de futebol, ao derrotar o Sporting na final, por 1-0, em jogo disputado no Estádio Nacional, em Oeiras.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.