O jogo Oliveirense-FCPorto, da IV eliminatória da Taça de Portugal, marcado para o estádio Carlos Osório, foi hoje adiado pelo árbitro Bruno Paixão devido à falta de condições do relvado.

"É uma incoerência que a entidade [FPF] que permitiu que este jogo fosse marcado para o Estádio Carlos Osório, tenha reclamado veementemente acerca das condições do palco bósnio onde Portugal actuou na quarta-feira. Qual a legitimidade da Federação Portuguesa de Futebol quando apenas defende os jogos das suas selecções e descura os dos clubes que lhes fornecem atletas?", questionou-se a FC Porto - Futebol, SAD.

Para os responsáveis do clube campeão nacional, "era evidente que a decisão de adiar o jogo teria de ser tomada. Pena é que uma federação que se diz moderna não tenha feito a mesma análise da situação que fez o FC Porto, deslocando-se ao local para verificar todas as condições, nomeadamente quando o relvado já estava em péssimo estado e as previsões apontavam para o agravamento da meteorologia".

E concluiu: "Aguarda-se que a FPF não "lave as mãos como Pilatos", limitando-se a marcar uma data qualquer, quando o essencial é que o local para a realização do Oliveirense-FC Porto assegure todos os requisitos para um bom espectáculo, de modo a que, por exemplo, se reduza o risco de lesões nos intervenientes, entre eles alguns que podem marcar presença no próximo Mundial".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.