O que disse Francisco Conceição no final do FC Porto-Feirense.

Golo apontado

"Foi um grande orgulho, uma satisfação fazer o golo, com a ajuda dos meus colegas, equipa técnica e adeptos. Um orgulho fazer este primeiro golo."

Abraço emocionado ao pai

"Estou muito feliz, esperava há algum tempo, ainda bem que chegou agora e espero que possa vir mais para fazer esta gente muito feliz, ganhar como equipa e ganhar muitos títulos, que é o que este clube exige."

Serviu de aviso a eliminação da Taça da Liga?

"Sabíamos que se podia complicar se não estivéssemos ao nosso nível, estávamos avisados que tínhamos que entrar com tudo, como temos feito nesta fase da época em que temos estado bem. Como temos estado em campo, podemos conquistar muita coisa."

Sérgio Conceição também reagiu ao golo apontado pelo filho

"Vou confidenciar que a primeira coisa que me veio à cabeça quando ele me veio abraçar, contente por ter marcado o primeiro golo, a minha primeira frase foi 'vai agradecer ao Mehdi' porque é ele quem normalmente marca os penáltis. Mas achei que naquele momento era importante dar moral a um avançado. Não por ser o Francisco, mas sim por ser um avançado que está à procura do golo. O Francisco é exatamente igual aos outros. Em casa é completamente diferente, pode cair uma lágrima, aí já vejo de forma diferente, mas consigo separar o que são as coisas entre treinador e o pai dos quatro filhos que tenho."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.