O treinador do Nacional, Ivo Vieira considerou hoje que o jogo de domingo, no terreno do Feirense, marcará o início de uma «nova fase» para a equipa, que pretende chegar longe na Taça de Portugal em futebol.

Na antevisão ao jogo da terceira eliminatória, um embate entre duas equipas da Liga principal, o técnico madeirense garantiu que a sua equipa tudo fará para seguir em frente, apesar de saber que a vitória é o único resultado possível para que isso aconteça.

«Este jogo é o início de uma nova fase. É cedo ainda para dizermos que chagaremos à final, já que primeiro há que passar esta eliminatória com o Feirense. Vamos fazer tudo para que isso aconteça. Reconheço que será necessário ter um pouco de sorte no sorteio, mas queremos chegar o mais longe possível na Taça de Portugal», explicou Ivo Vieira.

Com um arranque menos positivo do que noutras épocas, o treinador do Nacional achou “positivo” a paragem de duas semanas na Liga.

«Acho que foi bom, para que a equipa melhorasse alguns aspetos em que estava menos bem, sobretudo ao nível do meio campo e do ataque. A equipa cresceu e tornou-se mais homogénea», explicou.

Instado a pronunciar-se sobre a saída polémica do guarda-redes brasileiro Elisson, que deixou o clube depois de lhe ter sido retirada a titularidade, Ivo Vieira não quis alongar-se muito.

«Foi uma opção do jogador. Manifestou vontade em sair, e tanto eu como o presidente concordámos. Ele nunca recusou jogar pelo clube, o que houve foi desagrado por não fazer parte dos convocados, mas falámos todos e a saída dele surgiu com naturalidade», esclareceu o treinador do Nacional.

O Nacional e o Feirense defrontam-se a partir das 15:00 de domingo, no estádio Marcolino de Castro, com arbitragem do portuense Rui Costa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.