O Valenciano, da III Divisão, eliminou hoje o Olhanense, da Liga principal, na Taça de Portugal em futebol, ao ganhar por 5-3, no desempate por grandes penalidades.

O tempo regulamentar acabou empatado a uma bola, um resultado que não foi sofreu qualquer alteração nos 30 minutos de prolongamento.

A equipa de Olhão abriu o marcador mesmo no fim da primeira parte, com um golo de grande penalidade, convertido por Messi.

Na segunda parte, a equipa da casa partiu à procura do empate, que surgiria aos 56 minutos, num forte remate de fora da área de Hélder Oliveira, após um pontapé de canto do lado direito que o guarda-redes Ventura não conseguiu interceptar.

No prolongamento, o Olhanense, com mais frescura física, encostou o Valenciano à sua grande área, mas seria a equipa da casa a ter a grande oportunidade para decidir a partida, com um remate de Pendura ao poste.

No desempate por grandes penalidades, Rui Duarte e Paulo Sérgio permitiram a defesa de Vítor Nuno, enquanto que, pela equipa do Valenciano, só Hélder Oliveira não conseguiu converter, proporcionando grande defesa a Ventura.

A grande penalidade decisiva foi convertida por Tchocomar, provocando uma explosão de alegria entre os adeptos da equipa da cidade de Valença, que assim se apurou para a quarta eliminatória da Taça de Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.