O treinador da Académica, Pedro Emanuel, assumiu o favoritismo dos "estudantes" frente ao Oriental, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, mas alertou para as surpresas da prova.

«Entramos numa competição em que, por pouco, na época passada, a Académica não esteve na final. É uma competição especial e leva-nos a acreditar que podemos chegar o mais longe possível. Com o máximo respeito pelo Oriental, temos a legitimidade de pensar que somos favoritos. As surpresas são típicas da Taça de Portugal, por isso temos que estar ao nosso melhor nível», disse.

Pedro Emanuel referiu que o objetivo da Académica nesta competição só pode ser chegar ao Jamor e pediu dedicação máximo para o encontro frente ao Oriental.

«O Jamor é uma festa muito bonita, das mais bonitas do futebol português. Temos que acalentar esse sonho, que nos dá motivação. Se não o acalentarmos, mais tarde ou mais cedo, caímos. Temos o objetivo de chegar à final. Vamo-nos dedicar ao máximo para levar de vencida o Oriental», acrescentou.

Pedro Emanuel não vai poder contar com o avançado Éder, a cumprir um jogo de castigo por expulsão frente ao Penafiel, nem com o médio Diogo Gomes, a recuperar de lesão ao joelho esquerdo.

A "Briosa" recebe o Oriental pelas 15h00 de domingo, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.