A estratégia do Vitória de Guimarães na Taça de Portugal de futebol é pensada «jogo a jogo» e o treinador, Rui Vitória, assegurou que a receção ao Moura, da II divisão, será como se de um «grande» se tratasse.

O Vitória de Guimarães foi finalista da última edição da Taça de Portugal (perdeu com o FC Porto por 6-2), mas Rui Vitória não quer fazer planos a longo prazo.

«Importa focar no imediato, todos gostávamos de ter o máximo de sucesso, mas [a final] ainda vem muito longe. Não vale a pensa pensar muito além se não ganhamos já amanhã [domingo]. Tem de ser jogo a jogo», frisou.

O técnico prometeu que a receção ao Moura, equipa que ainda não perdeu na zona Sul da II divisão e ocupa a quarta posição, foi preparada como se o adversário fosse «o Benfica, FC Porto ou Sporting».

«Queremos vencer, temos noção de que é uma equipa difícil, temos um conhecimento profundo da equipa do Moura e vamos apresentar a melhor equipa para ganhar», disse.

Rui Vitória disse estar «cada vez mais confiante e mais sereno nas potencialidades da equipa e que as coisas estão no bom caminho».

Alex disse durante a semana que faltava um “clique” para o Vitória sair da situação difícil em que se encontra no campeonato (14º classificado), mas o técnico entende que «esse ‘clique’ não acontece por uma vitória por sorte, mas por consequência natural da aprendizagem de novos métodos e ideias».

O treinador não quis fazer grandes comentários às últimas polémicas em torno do clube, considerando-as «típicas de clubes que são grandes, faz parte, há que saber entender e ser o mais possível racionais e muito lúcidos».

«É aquela história do copo meio vazio ou meio cheio. As pessoas analisam como querem, mas não nos tem faltado nada, temos um grande compromisso e envolvimento entre todos nós, direção incluída», disse.

O treinador lamentou ainda as más condições do terreno do estádio D. Afonso Henriques, notando que «é fundamental um bom relvado para que uma equipa consiga jogar bem e dar velocidade ao jogo».

A única alteração na lista de convocados foi a entrada de Tony e a saída de Freire. Lesionados continuam Urreta e Paulo Sérgio.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.