Declarações de Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, à Sport TV, após a vitória sobre o Vila Real, por 6-0, na Taça de Portugal.

"Hoje tivemos muita humildade, tivemos a mesma capacidade de trabalho e ambição que o adversário. Se calhar é o jogo mais mediático que muitos deles vão ter na carreira. E respeito pela gente que veio ver o jogo, pela competição. Foi isso que tivemos, estou contente. Mais golo, menos golo, não é importante. Importante foi a prestação dos jogadores com falta de ritmo competitivo, que mostraram que podemos contar com eles".

"Se olharem para a equipa que jogou, foram os jogadores que estiveram à disposição nestas duas semanas, excetuando o Militão. A preparação do jogo tem de ser feita em função de um adversário. E com muito dificuldade. Porque tive jogadores que chegaram em cima da hora do treino e era impossível utilizar hoje."

"Adrián? Não é o jogo que dita os jogadores que podem ou não ter mais oportunidades, são os treinos. O Adrián nos treinos é sério, como os outros. O que fez hoje faz nos treinos, com esta alegria e prazer de jogar. Tinha dito que o primeiro livre à entrada da área era ele que batia, porque fá-lo nos treinos. O onze que entra é sempre dependente dos treinos e do que pode dar à equipa".

"Vou confidenciar: assisto ao vivo a mais jogos do Campeonato de Portugal e dos distritais do que da primeira divisão, principalmente na zona de Coimbra, gosto muito de ir a estes pequenos estádios de divisões inferiores, até porque também aprendemos aqui. Este estado de espírito de saber pisar um campo como este e na quarta-feira estar na Rússia na Liga dos Campeões, tem de ser um sentimento igual. Só assim é que se consegue manter este patamar".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.