A entrada dos ‘três grandes’ na Taça de Portugal traz um foco renovado à prova ‘rainha’ do futebol português. As primeiras eliminatórias da Taça colocam equipas com valores muitos desequilibrados a lutar pelo apuramento para a próxima ronda.

Como resultado desses sorteios, acontecem, por mais do que uma vez, resultados com muitos golos no marcador. Neste cenário, o Sporting é o ‘rei’ das goleadas em Portugal. O clube leonino tem, desde a época 1970/71, o resultado com maior diferença de golos desde que bateu o Mindelense por 21-0.

No confronto entre ‘leões’ e a modesta equipa cabo-verdiana do Mindelense, Fernando Peres foi o homem do jogo. O avançado marcou sete dos 21 golos. Recorde-se de que, em 1970, as equipas das ex-colónias portuguesas faziam parte dos jogos da Taça de Portugal. Para o Mindelense, foi a primeira vez que jogaram num campo relvado.

O ‘ranking’ das goleadas não conta com mais nenhum dos resultados dos ‘três grandes’ no pódio. Em segundo lugar surge a vitória do Belenenses sobre o Vila Franca no Restelo (1982/83). A equipa da Cruz de Cristo venceu por 17-0. No terceiro lugar está o encontro mais recente da lista: a derrota do Vasco Gama V.F.C face ao Madalena (2001/02). O jogo terminou com um resultado de 2-16.

Apesar de não estarem nos lugares cimeiros da contagem de maior goleada, Benfica e FC Porto também integram a lista das 15 maiores diferenças de golo. Os ‘azuis e brancos’ estão na quarta posição com uma vitória por 15-1 sobre o Sanjoanense em 1942/43. Nos oitavos de final da prova, Pinga e Araújo foram os jogadores em destaque com seis golos para cada um.

O Benfica surge logo na próxima posição. Em 1988/89, frente ao Riachense, os ‘encarnados’ receberam e bateram a equipa de Santarém por 14-1. Para a história ficam os golos de Ricky. O jogador nigeriano esteve em grande forma e faturou por seis vezes. Os golos marcados na Taça de Portugal acabariam por ser os únicos marcados com a camisola do Benfica.

Sporting com a maior goleada, mas Benfica mais consistente

Nas contagens das maiores goleadas interessa, para além da quantidade de golos, ver a quantidade de vezes que houve goleadas. Neste campo, as ‘águias’ mostram que foram mais consistentes na altura de marcar mais de 10 golos. Nas 15 maiores goleadas da Taça de Portugal, quatro delas envolvem o Benfica.

Para além do triunfo frente ao Riachense, os ‘encarnados’ entram na lista com as vitórias sobre o AC Viseu ( 13-1 em 1948/49), Marinhense (12-0 em 1994/95) e Luso (12-0 em 1940/41).

Tanto o Sporting como o FC Porto estão no percalço das ‘águias’ com três entradas na lista das vitória por maior diferença. Para além da goleada frente ao Mindelense, os ‘leões’ contabilizam triunfos frente ao Mirandela (12-0 em 1971/72) e Vitória de Guimarães (12-0 em 1940-41). Do lado dos ‘dragões’ regista-se os 12-1 perante o Leixões (1939/40) e os 13-1 sobre o Portimonense (1955/56).

A participação dos ‘três grandes’ na Taça de Portugal começa esta quinta-feira com o Sporting a enfrentar o Famalicão. A equipa de Jorge Jesus vai ao norte do pais para enfrentar a equipa que milita no segundo escalão do futebol português.

Confira as 15 maiores goleadas da história da Taça de Portugal

Sporting –Mindelense: 21-0

Belenenses – Vila Franca: 17-0

Vasco Gama V.F.C – Madalena: 2-16

FC Porto – Sanjoanense: 15-1

Benfica – Riachense: 14-1

Varzim – Guarda: 13-0

O Elvas – CD Faro: 13-0

FC Porto – Portimonense: 13-1

Benfica – AC Viseu: 13-1

Benfica – Marinhense: 12-0

Penafiel – Mirandela:12-0

Sporting – União Bissau: 12-0

Benfica – Luso: 12 – 0

Sporting – Vitória de Guimarães: 12-0

Leixões – FC Porto: 1-12

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.