Depois de festejarem efusivamente a vitória sobre o SC Braga após o apito final do árbitro João Pinheiro no Jamor, e de agradecerem o apoio dos adeptos, foram muitos os jogadores do FC Porto que falaram aos jornalistas, destacando a atitude da equipa como o principal fator que levou a mais uma conquista.

Mehdi Taremi: "Obrigado aos nossos adeptos que vieram cá para nos apoiar. A nossa atitude foi boa desde o início e nunca desistimos. Foi um jogo difícil, o SC Braga tem uma grande equipa e fizemos um grande trabalho. Os adeptos estiveram muito bem e com um grande apoio. Vamos aproveitar, tenho contrato com o FC Porto e estou aqui."

Matheus Uribe: "Estou contente por esta vitória, é muito merecida porque a equipa vinha fazendo as coisas bem. Terminámos a época com um balanço positivo, embora não possamos dizer que foi um ano perfeito porque não ganhámos a Liga. Temos de perceber o que não fizemos tão bem, mas agora é altura de desfrutar deste momento. Fui muito feliz, receberam-me muito bem a mim e à minha família. Fui feliz aqui, estar no FC Porto foi algo muito grande que me aconteceu".

Pepe: "É um sentimento incrível poder ganhar mais uma final por esse clube e poder dar uma alegria a esses adeptos, que foram maravilhosos hoje. Foi um jogo difícil, contra uma grande equipa como o Sp. Braga, mas estamos de parabéns pelo que fizemos aqui hoje. Não existia pressão por não termos ganho o campeonato. Pela forma como trabalhamos e como dedicamos ao que o nosso míster nos pede não existe essa carga. Temos o compromisso de dar alegrias aos adeptos, do primeiro ao último dia apoiaram-nos".
Veron: "Estamos muito felizes com isso. Sabíamos que ia ser um jogo bastante difícil. Tivemos algumas complicações no jogo, uma expulsão, mas depois eles felizmente também tiveram uma e conseguimos aproveitar as oportunidades e ganhar o título. Foi o mais importante de tudo. É uma conquista muito importante para mim e para o FC Porto. Mais uma para nós. Que possamos a cada dia colocar o FC Porto onde quer e tentar estar sempre onde merece, que é no topo de tudo. Estávamos em busca do campeonato, mas infelizmente não aconteceu. Não baixámos a cabeça fizemos o nosso papel, que era dar o melhor em campo sempre. Não deu mas é isso. Levantamos a cabeça e ganhamos mais um título hoje e vamos seguir em frente."
Otávio: "Agora é hora de festejar com os adeptos. Sempre fui assim, não é agora que vou mudar. Não é por falarem, vou continuar assim e estou a conquistar títulos. Estou feliz no FC Porto, tenho contrato e pretendo continuar. Neres? Ah, isso são coisas de futebol. Quando se ganha fala-se e é a vida. O pessoal é que leva muito para a violência, mas não, quem ganha pode falar e cada um dá as suas respostas. É assim o futebol".
Diogo Costa: "É mais difícil ver o jogo no banco. O que queríamos era a dobradinha, não conseguimos esconder o sentimento algo amargo. Não conseguimos disfarçar isso e não vamos ficar super felizes, apenas felizes."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.