O técnico do Benfica mostrou-se satisfeito com o desempenho dos seus jogadores no encontro com o Arouca que culminou com a vitória dos encarnados por 5-1.

Jorge Jesus considera que este jogo “teve coisas interessantes” porque “permitiu a alguns jogadores menos utilizados se mostrassem”. O treinador destacou, em particular, as exibições de Nico Gaítan e Kardec, jogadores quecorresponderam com golos: “O Alan Kardec vinha de uma paragem e este jogo foi fundamental para ele ganhar confiança e intensidade de jogo (…) Este jogo foi bom para o Nico. Coloquei-o em várias posições e ele correspondeu sempre como eu queria.”

Apesar do triunfo categórico, o treinador do Benfica deixou uma palavra de apreço ao desempenho do adversário: “O Arouca foi sempre uma equipa tacticamente e em termos defensivos muito bem posicionada. Foi uma equipa que mostrou ter conhecimento da nossa movimentação.”

O próximo compromisso da formação encarnada é para a Liga dos Campeões diante do Lyon. Apesar desta vitória moralizar os seus pupilos, Jorge Jesus reconhece que nesse jogo as dificuldades serão, obviamente, bem maiores: “Claro que uma vitória moraliza mais os jogadores, mas a Champions League é outra música. São situações diferentes e que os cenários de jogo serão diferentes. Vai ser completamente diferente porque o Lyon é mais forte e é o primeiro classificado do grupo.”

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.