Em Paredes, Samaris fez o único golo do encontro, aos 26 minutos, assegurando a qualificação do Benfica para a fase seguinte da Taça de Portugal.

Eurico Couto, treinador do Paredes, reconheceu que não gosta de ser derrotado, mas saiu satisfeito com a “prestação da sua equipa".

“O prémio foi a vitória que tivemos antes do jogo. Toda esta envolvência, conseguir jogar aqui no nosso campo. Eu tinha dito que já tínhamos vencido pelas condições: o relvado, os balneários e a iluminação, e o privilégio desta vivência de defrontar um grande. O resultado é um prémio ao nosso trabalho e dedicação. Não perdemos a nossa essência. Ofensivamente ficámos longe do que somos, mas defrontámos o Benfica, não foi uma equipa qualquer”, disse Eurico Couto na flash interview da TVI.

“Os meus jogadores fizeram um trabalho excelente, até por acreditarem na estratégia que propusemos. Aquilo que mais pedi à equipa foi para ganhar o momento. Não conseguimos ganhar o jogo mas mostrámos um pouco do que somos, sobretudo na organização defensiva”, acrescentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.