Depois do nulo na primeira mão, o Rio Ave venceu, esta quarta-feira, o SC Braga por 2-0, em desafio das meias-finais da Taça de Portugal, com golos de Ukra (27') e Ruben Ribeiro (70'), disputado no Estádio dos Arcos. Trinta anos depois, o turma de Vila do Conde marca presença na final do Jamor, tendo o Benfica como adversário, depois de os encarnados terem eliminado, também esta noite, o FC Porto.
Recorde-se que foi este mesmo Rio Ave que impediu o SC Braga de revalidar o título da Taça da Liga, depois de o ter eliminado também nas meias-finais. Nuno Espírito Santo entra na história do Rio Ave ao levar, na mesma época, o clube vila-condense à final da Taça de Portugal e Taça da Liga.
Quanto às equipas titulares, o treinador do Rio Ave descartou do onze inicial Diogo Lopes, apostando em Pedro Santos. Já Jorge Paixão, e face ao último encontro com o FC Porto, mudou drasticamente a linha defensiva, com Dabo, Núrio e André Pinto a cederem os lugares a Milijkovic, Paulo Vinicius e Joãozinho. Mauro foi o outro destaque no meio-campo.
Numa primeira parte dominada pela equipa da casa, o Rio Ave chegou ao primeiro golo aos 27 minutos através de um livre direto. O extremo dos vila-condenses foi chamado a converter um livre na esquerda, batendo forte e colocado, surpreendendo Eduardo, que claramente estava mal posicionado.
Depois do golo, o SC Braga não conseguiu reagir da melhor forma e foi o Rio Ave a beneficiar das melhores oportunidades, mostrando-se mais dinâmico. Só perto do intervalo é que a formação minhota assustou a baliza de Ederson, por duas vezes, mas a defesa vila-condense esteve à altura.
À entrada para a etapa complementar, os dois treinadores não fizeram mexidas nas equipas. A primeira substituição foi ao minuto 64, saindo Pedro Santos e entrando Ruben Ribeiro para a equipa de Vila do Conde.
O Rio Ave tentou gerir da melhor forma a vantagem trazida no primeiro tempo, perante uma equipa arsenalista pouco assertiva nas decisões. 
Aos 70 minutos, a substituição promovida por Nuno Espírito Santo deu os seus frutos. Ruben Ribeiro fez o segundo golo e consumou a vitória dos verdes e brancos. Desta forma, o Rio Ave passou à final da Taça de Portugal com todo o mérito.
Trinta anos depois, o Rio Ave volta a marcar presença numa final da Taça de Portugal, depois de, em 1983/1984, ter perdido 4-1 com o FC Porto.
O Rio Ave jogará a final da prova contra o Benfica, que esta noite venceu o FC Porto por 3-1 (3-2 no total).
A final está marcada para 18 de Maio, no Estádio do Jamor, em Oeiras.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.