O Politécnico de Leiria criou o projeto Rede Leiria Fitness, em parceria com a AGAP Portugal Ativo, que visa combater baixos indicadores da prática de exercício físico em Portugal, anunciou hoje aquela instituição de ensino superior.

Segundo uma nota de imprensa, o objetivo do projeto é “afirmar-se como uma plataforma de partilha, formação, inovação e intervenção, e contribuir para o combate aos baixos indicadores de prática de exercício físico em Portugal”.

Promovido pela Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS) do Politécnico de Leiria, o projeto Rede Leiria Fitness inicia-se no próximo dia 17, com um encontro que irá discutir o estado do 'fitness' na Beira Litoral, agendado para as 15:00, no auditório 2 da ESECS.

O projeto surgiu de um “processo de reflexão de docentes, estudantes e outros parceiros da academia que investigam, estudam e desenvolvem as suas atividades no domínio da atividade física, do exercício físico e do 'fitness'”, informa o Politécnico de Leiria.

Pretende ainda “responder à necessidade de criar e potenciar sinergias entre os diferentes atores no domínio do 'fitness' e da promoção do exercício físico enquanto comportamento para um estilo de vida saudável”, acrescenta a nota.

O Politécnico de Leiria constata que “Portugal continua a ter indicadores baixos de prática de exercício físico entre as diversas faixas etárias” e a taxa de penetração do mercado do 'fitness' na população “mantém-se em torno dos 4 a 6%”, segundo o Barómetro do Fitness em Portugal em 2020, da AGAP.

“É fundamental agregar os agentes ligados à atividade física e ao exercício físico no sentido de se potenciarem as capacidades e competências de todos num caminho comum, que vá ao encontro das necessidades das pessoas, contribuindo para o seu bem-estar, saúde e qualidade de vida”, disse o professor e coordenador do projeto, Rogério Salvador, citado numa nota de imprensa.

Promoção e reconhecimento das organizações prestadoras de serviços na área do 'fitness' e do exercício físico, produção de conhecimento e desenvolvimento de serviços e produtos com base no conhecimento científico e em boas práticas, formação profissional e académica aplicada, adaptada às necessidades dos parceiros e ao seu contexto e reconhecimento e intervenção na comunidade, reforçando o papel dos atores do 'fitness' na criação de bem-estar são outros dos objetivos do projeto.

O projeto será dividido em três fases. Além do encontro do dia 17, a Rede Leiria Fitness prevê ainda a organização de encontros com os ginásios e 'health clubs' do distrito de Leiria para apresentação do projeto e recolha de sugestões e reflexão.

O passo seguinte incluirá a apresentação do projeto e convite para integração às demais organizações da sociedade civil, nomeadamente autarquias, entidades de saúde, escolas, empresas, entre outros.

A terceira fase prevê o desenvolvimento de projetos de investigação, ferramentas, intervenção comunitária, e comunicação.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.