O comité de organização dos Jogos de Tóquio-2020 garantiu esta terça-feira (25) que a propagação do coronavírus no Japão não abriu um debate sobre a possibilidade de cancelar o evento desportivo, programado para 24 de julho a 9 de agosto.

"Nunca debatemos o cancelamento dos Jogos. A preparação continua como prevista", informou a organização em mensagem enviada para a AFP.

Cerca de 156 casos de coronavírus foram detectados no arquipélago japonês, com uma vítima mortal.

Neste contexto, a Federação Japonesa de Futebol anunciou esta terça-feira a decisão de interromper o campeonato de futebol (J-League) até 15 de março devido ao crescente número de infectados.

A J-League garantiu "cooperação máxima" com as medidas de prevenção, após as instruções do governo de limitar os eventos desportivos com muito público para evitar a contaminação em massa, num período visto como crítico para os especialistas em doenças infecciosas.

Esta medida drástica foi tomada quando faltam cinco meses para os Jogos de Tóquio, com milhares de atletas e adeptos a viajarem até a capital japonesa para o maior evento desportivo do mundo.

A epidemia, com epicentro na China, já provocou transtornos no calendário desportivo em muitos países. No gigante asiático, o campeonato de futebol, que começaria a ser disputado a 22 de fevereiro, foi adiado, assim como "todas as outras competições, a todos os níveis".

A Fórmula 1, o râguebi, o esqui ou o golfe também viram os seus calendários sofrerem mudanças devido ao coronavírus.

Várias partidas do campeonato italiano de futebol foram adiadas no último fim de semana e alguns jogos da próxima jornada serão disputados sem público nas bancadas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.