O ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, disse esta quinta-feira, na Cidade da Praia, que deve-se continuar nesta “empreitada” de vitória para fazer de Cabo Verde um país cada vez melhor a nível do desporto.

A afirmação foi feita em declarações à imprensa, depois do encontro, no salão de banquetes do Palácio do Governo, com as delegações de Cabo Verde que participaram nos XI Jogos da CPLP em São Tomé e Príncipe e na IIIª edição dos Jogos Africanos da Juventude em Argel, Argélia.

Cabo Verde conquistou 18 medalhas nos XI Jogos Desportivo da CPLP, a melhor prestação de sempre do arquipélago nas competições internacionais, tendo também conseguido nos Jogos Africanos da Juventude duas medalhas de prata e dois recordes nacionais de atletismo.

E para que Cabo Verde continue nessa “senda” de vitória, Fernando Elísio Freire lembrou que o Governo já mudou a legislação e está a mudar o nível das infra-estruturas, no domínio institucional e de financiamento, de modo a que Cabo Verde tenha cada vez mais campeões.

Em relação à participação de Cabo Verde nessas duas competições, disse que doravante é criar as condições para que esse caminho seja “sem retorno” e que leve o país a novas conquistas.

“É por isso que nós já criamos a Bolsa Atleta para ajudar os desportistas de alta competição a estudar e trabalhar (…), já fizemos o regulamento das escolas de iniciação desportiva e estamos a criar o Centro de Alto Rendimento de Cabo Verde, para que possamos ter cada vez mais momentos desses”, frisou o ministro

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que também esteve presente, depois de parabenizar os atletas, os treinadores e toda a comitiva, considerou que esta prestação de Cabo Verde é o inicio de uma etapa vencedora e prometeu apoiar e criar as condições para que a bandeira do arquipélago seja levada cada vez mais longe.

Ulisses Correia e Silva destacou, no entanto, o trabalho que tem sido desenvolvido pelas federações desportivas porque, conforme justificou, o desporto mobiliza, exige paixão, entrega, competição e principalmente o voluntariado

O capitão da selecção nacional de futebol sub-16, Hélio Semedo, em representação dos atletas que participaram nos Jogos da CPLP, disse que conseguiram representar Cabo Verde da melhor forma possível e com muito desportivismo.

“A medalha de prata que conseguimos é prova disso e todos os atletas que estiveram em São Tomé e Príncipe saíram de lá muito felizes”, salientou o jovem futebolista.

A atleta de andebol Nadine de Pina, em nome da delegação que esteve presente nos Jogos Africanos da Juventude de Argel, avançou que ganharam muita experiência e que foi muito gratificante, uma vez que tiveram a oportunidade de representar o país pela primeira vez.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.