O Sporting homenageou hoje a comitiva de atletas do clube que vai participar nos Jogos Olímpicos Rio2016, naquela que será a maior delegação ‘leonina’ de sempre, com 30 atletas, dos quais 22 portugueses.

Numa cerimónia que decorreu no auditório Artur Agostinho, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, marcaram presença 11 dos 30 atletas que vão aos Jogos, uma vez que grande parte se encontram em preparação.

Na homenagem marcaram presença José Manuel Constantino, presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP), Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, e Vicente Moura, vice-presidente dos leões para as modalidades.

Bruno de Carvalho destacou a importância do ecletismo do Sporting, apesar das dificuldades encontradas quando assumiu a presidência dos ‘leões’.

"Foi muito difícil mantermos a identidade e ecletismo do Sporting, esteve em perigo a nossa identidade. Fomos inflexíveis nas negociações de restruturação financeira, esteve em cima da mesa o fim das modalidades, a não construção do pavilhão e é um orgulho termos um pavilhão quase pronto e a maior comitiva nos Jogos", afirmou.

O líder do Sporting destacou também a importância do Sporting Olympics, um gabinete criado para o acompanhamento dos atletas.

"Estamos para fazer uma espécie de despedida aos 22 da comitiva portuguesa e mais oito numa comitiva de seis países. É importante verificar que o Sporting Olympics veio ajudar. Não foi a única razão, mas foi uma ajuda, um reconhecimento ao vosso trabalho diário. Não tenho dúvida que este gabinete será decisivo para os Jogos Tóquio2020, e aí sim, vamos sentir muito mais a importância deste gabinete com uma filosofia de excelência", acrescentou.

Da lista de atletas, 22 pertencem à comitiva portuguesa, enquanto Jéssica Inchude e Taciana Lima vão representar a Guiné-Bissau, Aruna Quadri e Bode Abiodun a Nigéria, Sviatlana Kudzelich a Bielorrússia, Igor Mogne Moçambique, Pedro Pinote a de Angola e Téo Gutierrez a Colômbia.

José Manuel Constantino destacou o "peso" do Sporting no apoio aos atletas olímpicos, motivo de "orgulho e reconhecimento".

"Não é muito comum uma equipa olímpica nacional ter um peso significativo de um clube desportivo com 22 atletas e isso é motivo de orgulho e reconhecimento, o Sporting é ecletismo. Como presidente do COP, tenho a obrigação de felicitar o Sporting por acrescentar mais um significativo contributo a Portugal e ao desporto português", sublinhou.

A pouco tempo do início dos Jogos Olímpicos, José Manuel Constantino dirigiu palavras aos atletas, pedindo concentração apesar dos problemas de segurança e instabilidade no Rio de Janeiro.

"Vamos dentro de 13 dias iniciar os Jogos, numa circunstância que não e fácil, num país que não é fácil, que não vive uma situação estabilizada. Há notícias que nos deixam preocupados, mas apelo a que nos concentremos nos aspetos desportivos e apelo à concentração", destacou.

Quanto ao vice-presidente do Sporting para as modalidades e antigo presidente do COP, Vicente Moura, enumerou os feitos alcançados pelo Sporting ao alcançar a marca de 30 atletas no Rio de Janeiro.

"Este é um clube muito grande. Nem eu próprio tinha a noção da dimensão do clube, que tem milhões de adeptos, milhares de atletas e tem agora a maior comitiva de sempre nos Jogos, 22 atletas integrados na missão portuguesa, igualando a missão que esteve presente em Atlanta1996", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.