O Chefe de Missão de Portugal aos Jogos Olímpicos assegurou que os atletas já assimilaram as exigências sanitárias com a retoma do desporto, na sequência da pandemia de covid-19, o que facilitará a adaptação às restrições em Tóquio2020.

“O retomar das competições internacionais veio fazer algum caminho para os preparar para Tóquio. A questão dos testes, a limitação dos contactos, é uma experiência entretanto adquirida e vai facilitar na gestão da ansiedade nos Jogos, mas os Jogos têm uma dimensão ligeiramente superior. Há muitos contactos, habitualmente, que agora estão muito mais limitados. Essa vai ser a principal diferença”, assinalou Marco Alves.

Em entrevista à agência Lusa, Marco Alves assumiu como inevitável que os Jogos, que foram pela primeira vez na história adiados devido à pandemia, vão ficar marcados por todas estas condicionantes.

“Não há dúvida. É incontornável, tudo é influenciado pela pandemia. (...) Os atletas também se habituaram a competir sem público, as coisas vão sendo construídas e retomadas”, salientou.

Com 92 atletas qualificados, em 17 modalidades, Marco Alves relativizou os casos de infeção pelo novo coronavírus ocorridos entre os elementos da missão lusa desde o início da pandemia, dizendo desconhecer o impacto no seu rendimento desportivo.

“Esta é uma situação que não é só nacional. Até a nível internacional, vários atletas abandonaram a qualificação por via da infeção. Em Portugal, isso também aconteceu com alguns casos, e isso é uma situação que ainda está por estudar, não só na população em geral, mas também nas capacidades fisiológicas de atletas em algumas modalidades. É um estudo que está por fazer”, observou.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020 vão ser disputados entre 23 de julho e 08 de agosto, depois do adiamento por um ano devido à pandemia de covid-19.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto