O dérbi da 36ª edição do campeonato angolano de andebol entre o 1º de Agosto e Petro, em masculino, acontece no domingo à tarde, no pavilhão principal da Cidadela Desportiva, palco da competição que decorre de 17 a 28 de junho.

Esse jogo da quarta jornada da competição, que se disputa em séries, play-offs e finalíssima, está a ser aguardado com bastante expetativa, pois os rivais preparam-se para não repartirem pontos no desafio de cartaz.

Antes do dérbi, a turma feminina do 1º de Agosto, campeã africana, medirá a pulsação do Progresso da Lunda Sul, equipa que não participa no campeonato há mais de 20 anos consecutivos.

Mesmo ausente do campeonato há mais de duas décadas, a formação cujo responsável é o empresário Santos Bikuku, trabalha afincadamente para não dar “frangos” aos seus adversários.

Com a realização dos desafios de destaque, a prova poderá ficar mais competitiva e emocionante na semana a seguir, porque as equipas prometem melhorar as suas classificações e performances.

Nesta maior festa do andebol angolano, os militares e petrolíferos querem revalidar os títulos a todo custo, mas sabem que cada época tem a sua história e que os adversários não se deslocaram para fazer turismo em Luanda.

Os vencedores da prova organizada pela Federação Angolana de Andebol (FAAND) serão premiados com medalhas de ouro, prata, bronze, troféus e dinheiro, cujos valores não foram revelados.

No campeonato de andebol em curso, as atletas angolanas lutam também para convencer a equipa técnica das Pérolas Negras, seleção angolana, detentora do título dos Torneios Angola 40 anos e Pré-Olímpico, que deu acesso aos Jogos Olímpicos de 2016, a ter lugar no Rio de Janeiro, Brasil.

Para além desta maior prova desportiva do mundo, depois do campeonato, serão convocadas as melhores atletas para fazerem parte da pré-selecção, tendo em vista os Jogos Pan-africanos, que o Congo Brazaville vai acolher em agosto.

A equipa sénior feminina de andebol do 1º de Agosto é a detentora do título da edição passada, ao passo que as petrolíferas ocuparam o segundo lugar do pódio.

Na lista dos campeões nacionais em masculino, o 1º de Agosto lidera com 24 títulos, enquanto o Petro, Kabuscorp, Sporting de Luanda, Grupo Desportivo da Banca somam dois título cada e, consequentemente o Dínamo de Luanda, Interclube e Belenenses de Luanda têm apenas um troféu nas suas galerias.

Em feminino, o Petro de Luanda comanda a lista com 22 títulos, a seguir o Ferroviário de Luanda com nove, 1º de Agosto, três e o Atlético Sport Aviação (ASA) com apenas um título.

Depois da modalidade rainha, futebol e o basquetebol, o andebol é a terceira modalidade que mais movimenta multidões em Angola, tal como também tem conquistado títulos nas provas internacionais.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.