O ponta esquerda português e capitão das ‘águias’ enalteceu ainda a chegada dos reforços Romé Hebo (ex-1.ºAgosto), Toft Hansen (ex-Veszprém), Carlos Molina (ex-Magdeburg) e Petar Djordjic (ex-Meshkov Brest), além dos regressos de Francisco Pereira e Gustavo Capdeville, que atuaram no Madeira SAD.

“As ambições a nível geral é ser campeão, ganhar a Taça e ganhar a EHF. São as nossa ideias, é o que nos foi transmitido. São os nossos objetivos”, referiu João Pais, em declarações à comunicação social, à margem da apresentação do plantel.

O aleta, que vai para a 14.ª temporada no clube da Luz a nível sénior, não esconde que sente “saudades” de ser campeão nacional, um título que foge desde 2008 e que foi vencido pelo FC Porto em 2018/2019.

“Saudades sentimos sempre. Queremos ganhar e, para já, estamos focados neste mês, em adquirir rotinas de treino, relação com os colegas. Quando começar a sério vamos pensar jogo a jogo”, justificou.

Relativamente as aspetos e situações a melhorar para a novo ano, João Pais considera que é preciso ser “mais eficaz a nível ofensivo”, lembrando que as caras novas do plantel vão dar “consistência”.

“[Reforços] Estão a entrar aos poucos, é normal, a adquirir conhecimento do grupo, do nosso andebol e das rotinas da nossa equipa. Vieram mesmo para dar mais qualidade à equipa, mais experiência e vão dar-nos consistência em processos defensivos e ofensivos”, explicou.

Também o pivot luso Paulo Moreno transmitiu que a equipa orientada por Carlos Resende precisa de melhorar o desempenho nos jogos e consequentes resultados.

“Temos feito muitas coisas boas nos últimos anos, mas o problema é que não temos conseguido o nosso objetivo. É manter e alterar os resultados durante a época”, terminou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.