Pedro Godinho, em declarações esta quarta-feira à Angop, reagindo ao sorteio do evento, disse que todos os grupos são difíceis a julgar pelo grau de competitividade que se assistiu na fase de qualificação.

«Tenho que reconhecer que, à excepção da Noruega, campeã em título, e a grande surpresa que tem sido a Polónia, temos equipa suficiente para passar aos quartos-de-final», frisou.

Acrescentou que os adversários diretos no evento da Sérvia são ligeiramente mais acessíveis em relação aos do último mundial em 2011.

O dirigente referiu ainda ser importante que o combinado nacional se bata até à exaustão com o objectivo de ficar em segundo lugar do grupo, acrescentando que o objectivo é superar o sétimo lugar da edição de 2007, em França.

Apesar da renovação de que o sete nacional é alvo, Pedro Godinho crê que Angola vai rivalizar com qualquer adversária na fase de grupo.

Sobre a preparação, referiu ter obtido convite de alguns países para Angola participar em torneios internacionais, adiantando que o próximo compromisso da selecção será de 20 a 27 de Julho em Brasília, onde defrontará as congéneres da Coreia do Sul, da França e a anfitriã.

No mundial, Angola está enquadrada no grupo C com a Noruega, Polónia, Argentina, Paraguai e Espanha.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.