O alemão Manuel Spath é o mais recente reforço do andebol do FC Porto para a época 2020/21, depois dos regressos de Diogo Silva e Tiago Sousa e da contratação do macedónio Nikola Mitrevski, anunciou hoje o clube.

O pivot Manuel Spath, de 34 anos, que trabalhou com o treinador sueco dos ‘dragões’ Magnus Andersson nos alemães do Goppingen (2006/2017), chega ao Porto para representar os ‘azuis e branco’ por uma temporada, após três épocas no TVB Estugarda.

“Tenho visto os jogos e o desenvolvimento do FC Porto, que tem sido muito bom nos últimos anos. Estou muito ansioso por começar”, referiu o internacional Manuel Spath, de dois metros e 103 quilos, aos canais de comunicação do FC Porto.

Para o seu ingresso no FC Porto, onde terá como missão substituir o pivot luso-cubano Alexis Borges, de 28 anos, que se transferiu para os franceses do Montpellier, muito contribuíram os conselhos de Magnus Andersson e do alemão lateral portista Djibril M'Bengue, com quem jogou no TVB Estugarda.

“É uma grande honra, para mim, jogar por este clube português. Depois de 14 anos na Liga alemã, é um novo desafio, um novo capítulo e estou contente por fazer parte deste clube”, adiantou Manuel Spath, que soma 38 jogos pela seleção germânica.

O pivot, que já defrontou os ‘dragões’ ao serviço do Goppingen, admite a influência do treinador Magnus Andersson e do lateral Djibril M’Bengue na sua vinda para o FC Porto e reconhece que o facto de os conhecer bem irá ajudá-lo na integração na cidade, no clube e na equipa.

“Penso que o andebol português, especialmente o FC Porto, teve um crescimento muito grande nos últimos anos. Vi os jogos da Liga dos Campeões, e da seleção nacional, e jogaram um andebol muito bom. Espero que possamos jogar tão bem na próxima época, na Liga dos Campeões”, disse.

O jogador manifestou-se “ansioso” por jogar na Liga dos Campeões, que será uma “experiência nova”, depois de 14 épocas na liga alemã e da conquista, por quatro vezes, da Taça EHF, a segunda prova mais importante da Federação Europeia de Andebol (EHF).

“Joguei muito tempo na Alemanha, onde temos de estar ao nosso melhor nível em todos os jogos. Espero trazer isto para o FC Porto e ajudar a equipa, claro. Têm bons jogadores e vai ser uma mudança que espero que me possa ajudar. Penso que será uma boa experiência”, referiu Manuel Spath.

O jogador recordou que já jogou por duas vezes no Dragão Arena e que em ambas o ambiente foi muito bom.

“Ouvi falar muito da atmosfera do pavilhão nos jogos importantes, que é ainda melhor. Por isso estou com vontade de jogar aqui em frente aos adeptos com os meus novos companheiros”, acrescentou.

Manuel Spath junta-se aos regressados Diogo Silva, lateral de 21 anos, que se encontrava emprestado aos eslovenos do RK Celje, e Tiago Sousa, pivot de 19 que estava cedido ao ADA Maia/ISMAI, e ao guarda-redes macedónio Nikola Mitrevski (ex-Pelisten), de 34 anos, que já representou o Benfica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.