O plano de atividades e orçamento da Federação de Andebol de Portugal para 2021 foi hoje aprovado por unanimidade em Assembleia Geral ordinária, com o presidente a referir que é um documento “realista” e adaptado aos desafios.

“Este é um plano e orçamento realista e adaptado aos desafios que temos de enfrentar e que vai ao encontro do rigor e da ambição que sempre definimos como prioridades”, disse Miguel Laranjeiro, presidente da federação.

A AG ordinária, que tinha como ponto único a discussão e apreciação do plano de atividades e orçamento para 2021, decorreu na manhã de hoje, por videoconferência.

“Continuaremos um caminho de progresso do andebol nacional, contando com todos os agentes da modalidade para o seu desenvolvimento. Tenho uma grande esperança em que o ano de 2021 seja de um retomar da maior normalidade possível. Uma palavra de agradecimento para todos aqueles que têm mantido a atividade ou que preparam o seu regresso”, acrescentou.

Na Assembleia Geral Ordinária foi ainda aprovada uma moção com voto de pesar pela morte de Viriato Cabeça Branca, funcionário da Federação de Andebol de Portugal durante cerca de 27 anos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.