O selecionador de andebol feminino, José António Silva, destacou hoje o “triunfo claríssimo” de Portugal frente ao Azerbaijão, num ‘play-off’ que mantém o conjunto luso na luta pela qualificação para o Mundial de 2023.

“Pela análise ao adversário, sentimos que tínhamos boas possibilidades. A equipa estava bem preparada e revelou compromisso para contornar os problemas criados pelo Azerbaijão. Após o primeiro jogo, ficou claro que o adversário se apresentou mais débil do que pensávamos, embora a realização dos dois jogos em Portugal também nos tivesse ajudado”, disse José António Silva, em declarações à agência Lusa.

O selecionador luso falou após o triunfo por 36-12, o segundo consecutivo num ‘play-off’ que mantém a equipa a sonhar com a primeira qualificação para um Mundial.

José António Silva adverte para as dificuldades da próxima ronda, sem, no entanto, atirar a toalha ao chão.

“Temos de aguardar o sorteio, mas iremos ter sempre pela frente uma equipa de nível europeu, entre as que estão a disputar atualmente o Campeonato da Europa, com um nível bem acima. Não seremos favoritos, mas vamos trabalhar bem para encarar com otimismo mais este ‘play-off’”, sublinhou o técnico, destacando a importância de “continuar a trabalhar em coordenação com os clubes para potenciar novas atletas” e “garantir a evolução da modalidade”.

O ‘play-off’ final de acesso ao Campeonato do Mundo será disputado em 2023, entre o final de março e o início de abril.

“Vai depender muito do sorteio, mas, como já disse, vamos trabalhar muito para vencer a eliminatória, sabendo que teremos uma tarefa muito difícil”, concluiu.

Portugal confirmou hoje o triunfo no ‘play-off’ diante do Azerbaijão, ao vencer por 36-12, repetindo o triunfo alcançado na quinta-feira, por 32-19.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.