O Sporting assumiu hoje a liderança do Grupo D da Liga Europeia de andebol, ao receber e vencer os gregos do AEK de Atenas (31-30), em jogo da quarta jornada.

Com este resultado, o Sporting soma agora seis pontos, mais um do que os segundos classificados, os macedónios do Pelister, que venceram os húngaros do Tatabanya (33-20), e os franceses do Nimes, que empataram com os suíços do Kadetten (25-25).

Com o início de jogo muito dividido, a formação grega esteve praticamente sempre à frente do marcador, exceção feita entre o minuto 16 e 21, depois do golo de Francisco Tavares ter colocado o Sporting a vencer (9-8).

Contudo, Evangelos Arampatzis, ao fazer o 11-12, voltou a colocar os gregos na condição de vencedores beneficiando dos erros técnicos dos 'leões' nas transições para o ataque,

A magra vantagem de um golo (14-15) ao intervalo era o espelho do que foi o primeiro tempo, em que nenhuma das equipas se superiorizou verdadeiramente à outra. Se de um lado Jens Schongarth, com cinco golos, era o ‘abono de família’ do Sporting, do outro Ingacio Jiménez, com quatro, era o sustento dos gregos.

O início da segunda parte foi em tudo igual aos primeiros 30 minutos, contudo, aos 35, os ‘leões’ começaram a arriscar o 7x0, num sinal claro de que queriam criar dificuldades ao adversário.

Aos 38, curiosamente o ‘responsável’ pela reviravolta na primeira parte, Francisco Tavares bisou, o primeiro golo foi através de um livre de sete metros, e colocou o Sporting a vencer, posição consolidada pouco depois com o remate de Martim Costa a fazer o 21-19.

O AEK amedrontou-se, recuou as linhas, mas não conseguiu fazer frente ao pendor ofensivo do Sporting e sofreu de rajada outros três golos.

No ‘time out’ imediatamente pedido, o treinador Dimitris Dimitroulias procurou corrigir os erros, o AEK conseguiu reduzir para um golo de diferença (25-24), voltando a incerteza do resultado a pairar no pavilhão João Rocha, mas a expulsão de Ignacio Jimenez, aos 49, deixou os ‘leões’ em superioridade numérica, altura em que voltaram a ter uma almofada de dois golos.

O apoio dos adeptos leoninos, ao somar-se à excelente exibição do guarda-redes Yassine Belkaeid, que tinha rendido Manuel Gaspar ao intervalo, deixava claro que o triunfo ia ficar em Alvalade valendo ainda o poste esquerdo da baliza do Sporting a segurar o triunfo no último segundo (31-30).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.