Jorge Fonseca é o grande 'trunfo' de Portugal para os Mundiais de judo, que vão ser disputados entre quinta-feira e 13 de outubro, em Tashkent, onde o português chega como bicampeão do mundo em -100 kg.

Na capital da Uzbequistão, Jorge Fonseca apresenta-se com os títulos mundiais conquistados em Tóquio, em 2019, e em Budapeste, no ano passado, este um pouco antes de alcançar no mesmo ano o bronze nos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

O peso pesado português é o principal nome da comitiva de oito judocas portugueses que viaja para Tashkent, desta vez sem Telma Monteiro, quatro vezes vice-campeã mundial, que recupera de uma lesão num menisco, a que foi operada em agosto, e Patrícia Sampaio (-78 kg), também devido a lesão.

Telma Monteiro, medalha de prata nos Mundiais de 2007, 2009, 2010 e 2014 e de bronze em 2005, faz parte do reduzido número de judocas portugueses em atividade com subidas ao pódio em Mundiais.

Além da judoca do Benfica, que compete nos -57 kg, apenas Jorge Fonseca (-100 kg), Bárbara Timo, atualmente nos -63 kg, mas vice-campeã mundial em -70 kg em 2019, e Anri Egutidze, atualmente em -90 kg e bronze em -81 kg em 2021, conquistaram medalhas em Mundiais.

O grupo em Tashkent, liderado pelos selecionadores Ana Hormigo e Pedro Soares, volta a misturar experiência e juventude, com a equipa feminina a não ter desta vez maior representatividade, sobretudo face à saída de Joana Ramos, que terminou a carreira de atleta, e às lesões de Telma Monteiro e Patrícia Sampaio.

Em masculinos, Jorge Fonseca lidera o grupo de que também fazem parte Rodrigo Lopes (-60 kg), João Fernando (-81 kg) e Anri Egutidze (-90 kg), enquanto Catarina Costa (-48 kg), Joana Diogo (-52 kg), Bárbara Timo (-63 kg) e Rochele Nunes (+78 kg) marcam presença em femininos.

Egutidze chega a estes Mundiais depois de ter mudado de categoria, com a subida aos -90 kg, bem como Bárbara Timo, que desceu aos -63 kg, sendo os dois judocas os últimos medalhados em Mundiais, além de Jorge Fonseca.

O judoca de origem georgiana foi medalha de bronze em -81 kg nos Mundiais de Budapeste de 2021, e Bárbara Timo foi vice-campeã mundial em 2019 em Tóquio, então a competir em -70 kg.

Em Tashkent, outro nome a ter em conta será o de Catarina Costa, atual quarta do 'ranking' mundial em -48 kg, que lhe dá estatuto de cabeça de série, e vice-campeã europeia, e o de Rochele Nunes (+78 k), judoca recém regressada à competição depois de uma lesão grave.

Rochele Nunes foi 'travada' por uma lesão meniscal em outubro de 2021, no Grand Slam de Paris, e no regresso aos 'tatamis', já em setembro deste ano, foi quinta classificada no Open Europeu de Riccione.

Os Mundiais de Tashkent decorrem de quinta-feira a 13 de outubro, na Humo Arena, com Portugal a competir apenas nas categorias individuais de peso.

A competição é o primeiro grande evento após a 'crise' de verão vivida na modalidade, quando um grupo de judocas, entre os quais Telma Monteiro, contestou a presidência de Jorge Fernandes, obrigando a uma 'mediação' do Comité Olímpico de Portugal (COP) e da secretaria de Estado da Juventude e do Desporto.

Em agosto, sete judocas, cinco dos quais do Benfica, nomeadamente Rodrigo Lopes, Anri Egutidze, Telma Monteiro, Bárbara Timo e Rochele Nunes, mais Catarina Costa e Patrícia Sampaio, subscreveram uma carta em que acusavam o presidente da Federação Portuguesa de Judo de opressão e apelavam a uma intervenção da tutela do desporto.

Programa dos Mundiais de judo, em Tashkent:

- Quarta-feira, 05 out:

Sorteio.

- Quinta-feira, 06 out:

Catarina Costa (-48 kg) e Rodrigo Lopes (-60 kg).

- Sexta-feira, 07 out:

Joana Diogo (-52 kg).

- Domingo, 09 out:

Bárbara Timo (-63 kg) e João Fernando (-81 kg).

- Segunda-feira, 10 out:

Anri Egutidze (-90 kg).

- Terça-feira, 11 out:

Jorge Fonseca (-100 kg).

- Quarta-feira, 12 out:

Rochele Nunes (+78 kg).

- Quinta-feira, 13 out:

Equipas mistas (Portugal não compete nesta categoria).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.