O judoca Jorge Fonseca, campeão mundial em -100kg, prometeu hoje um Sporting lutador para defender o título europeu de clubes da modalidade, que venceu em 2018, em Bucareste, e que este ano se realiza em Odivelas.

Na conferência de imprensa de antevisão à prova europeia, Jorge Fonseca confessou o favoritismo do clube ‘leonino’, mas recusou alguma pressão extra que possa existir por defender o título junto do público português.

“O Sporting vai lutar para defender o título em casa. Estamos preparados para fazer o melhor resultado possível. Não estamos pressionados, mas somos favoritos. No ano passado, foi uma surpresa. Este ano, somos candidatos, mas não podemos pensar assim. São oito equipas muito fortes. O judo é uma caixinha de surpresas”, afirmou.

Na Liga dos Campeões, que se disputa em 16 de novembro, o Sporting é a única formação masculina portuguesa em prova, enquanto o Benfica representa o país na vertente feminina, enfrentando cada uma sete adversários.

Já na prova secundária, a Liga Europa, a equipa masculina dos Salesianos e as formações femininas da Académica e do Judo Clube de Coimbra lutarão para poder ambicionar a participação na Liga dos Campeões em 2020.

O treinador do Sporting, Pedro Soares, apontou como objetivo alcançar a final, mas alertou para a dinâmica da competição, na qual os judocas “se transcendem” e dão azo “a várias surpresas”.

“Acredito que, face ao nosso plantel e investimento, não chegar à final seria não cumprir um objetivo. Deixo esse compromisso. Tudo pode acontecer, mas somos cabeças de série. Vamos tentar por tudo não falhar e não defraudar as expectativas de um objetivo que é legítimo”, expressou.

O facto de ter dois campeões do mundo no plantel sportinguista – Nikoloz Sherazadishvili, em 2018, em -90kg, e Jorge Fonseca, em 2019, nos -100kg – não “é determinante para vencer”, assegurou Pedro Soares, que espera que o fator casa apenas coloque uma pressão positiva aos seus atletas.

“O importante é os atletas estarem unidos e formarem uma equipa, sem colocar mais pressão nos campeões do mundo. São todos iguais e têm o mesmo estatuto e responsabilidade. Espero que o fator casa seja só canalizado para um acréscimo de energia, vontade e ambição e não no sentido de colocar mais pressão nos atletas. Encaramos a competição com grande humildade e todos os combates serão finais”, disse.

A maior prova internacional de clubes de judo terá lugar nos dias 16 e 17 de novembro, no pavilhão Multiusos de Odivelas.

A competição contará com a presença de um grande leque de medalhados olímpicos e mundiais, entre os quais se destacam, para além de Jorge Fonseca, Telma Monteiro (medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Rio2016, em -57kg) e Bárbara Timo (vice-campeã mundial nos Mundiais de 2019, em -70kg), que representam o Benfica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.