O português Júlio Ferreira disse hoje que a vitória na competição de -80 kg do campeonato da Europa de taekwondo de categorias olímpicas, em Sarajevo, “soube bem” e demonstra que está no “caminho certo”.

“Foram duas provas em duas semanas, que serviram de teste para treinar para o apuramento [Jogos Olímpicos Tóquio2020] em janeiro. Esta vitória de hoje, com atletas já qualificados e com algum nome no ranking, sabe bem e demonstra que estamos no caminho certo”, começou por dizer o atleta do Sporting de Braga, em declarações à agência Lusa.

O atual 14.º classificado do ranking olímpico e terceiro cabeça de série na prova, analisou, depois, o derradeiro combate, que venceu por 9-1, frente ao espanhol Jon Cintado.

“Conhecia o atleta, treinámos juntos em estágios. Sabia que tinha as suas forças, um atleta baixo, mas explosivo e com muita força. Tentei jogar no erro dele, tinha um contra-ataque preparado, eu esperei que perdesse essa confiança e, quando ganhei vantagem, tirei proveito. Começou a ficar frustrado, a sofrer faltas e tornou o combate mais tranquilo”, explicou.

Antes do decisivo combate, Júlio Ferreira tinha derrotado o croata Toni Kanaet, por 17-11, nas meias-finais, após bater o sérvio Ivan Karajlovic, por 22-11, nos quartos de final, e o eslovaco David Sajko, por 16-15, na segunda eliminatória.

Já Rui Bragança foi batido nos quartos de final da competição para -58kg, ao perder por 15-12 frente ao francês Cyrian Ravet, que viria a sagrar-se campeão europeu.

Antes, o atleta do Benfica tinha eliminado o dinamarquês Ricki Gene Farnes, na segunda ronda, por 11-3.

Na sexta-feira, Joana Cunha encerra a participação portuguesa, no torneio de -57 kg, estreando-se frente à romena Liana Musteata.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.