A Itália adiou este sábado a reabertura das pistas de esqui para a segunda quinzena de janeiro, depois de os governos regionais pediram mais tempo para adotar os protocolos sanitários para travar a COVID-19.

O ministro da Saúde, Roberto Speranza, assinou este sábado o decreto que adia a reabertura das pistas para o dia 18. "As tendências recentes da epidemia e a situação internacional não convidam a tomar esse tipo de decisão. Acreditamos que não se apresentam as condições para permitir as iniciativas e ações necessárias à abertura em 7 de janeiro", escreveram as autoridades regionais em carta dirigida ao governo, citada no decreto.

O conselho científico, que assessora o Executivo, alertou para possíveis aglomerações em atividades relacionadas com a prática de esqui. A maioria dos países europeus não abriu as suas pistas em dezembro.

A Itália registrou este sábado 9.166 novos casos e 364 mortos causados pela COVID-19.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.