O congolês Dorian Keletela, apoiado pelo Comité Olímpico de Portugal (COP), vai integrar a Equipa de Atletas Refugiados dos Mundiais de atletismo de 2022, anunciou hoje o organismo.

O velocista, de 23 anos, é refugiado em Portugal e é apoiado pelo COP, através do projeto Viver o Desporto – Abraçar o Futuro, integrando ainda o grupo de bolseiros do Comité Olímpico Internacional na preparação para os Jogos Olímpicos Paris2024.

Em Oregon, nos Estados Unidos, Keletela vai competir na prova dos 100 metros, naquela que será a sua terceira participação em provas internacionais pela Equipa de Atletas Refugiados, depois dos Europeus de pista coberta em 2021 e dos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

Além de Keletela, Atalena Gaspore (800 metros), Anjelina Lohalith (1.500 metros), Jamal Eisa-Mohammed (5.000 metros), Tachlowini Gabriyesos (maratona) e Fouad Idbafdil (3.000 metros obstáculos) são os restantes elementos da Equipa de Atletas Refugiados.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.