O atleta queniano Marius Kipserem, vencedor da maratona de Roterdão em 2016 e 2019, foi suspenso por três anos devido a doping, informou hoje a Unidade de Integridade do Atletismo (AIU).

Kipserem, de 34 anos, acusou positivo a eritropoietina recombinante (EPO) num controlo a que foi submetido fora de competição em 17 de agosto, em Kapsabet, no Quénia.

De acordo com um comunicado da AIU, o atleta negou inicialmente o uso de substâncias dopantes e não soube explicar a razão da presença de EPO no seu organismo, mas já este mês reconheceu a infração e aceitou as consequências.

A admissão de culpa reduz de quatro para três anos a sanção prevista para estes casos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.