O triunfo de Auriol Dongmo em Torun eleva para 24 as medalhas que Portugal já conquistou em Campeonatos da Europa em pista coberta, sendo a primeira de sempre em lançamentos.

A maioria de medalhas de ouro fica ainda mais reforçada, com 13, contra nove de prata e somente duas de bronze.

O meio-fundo curto (800, 1.500 e 3.000 metros) ainda domina, com 13 medalhas, seguido pelos saltos, com oito. Uma medalha apenas para a velocidade, com Francis Obikwelu, uma para as provas combinadas, através de Naide Gomes, e agora uma para os lançamentos, com Dongmo.

O único atleta português com três títulos continentais é Rui Silva, mais um do que Fernanda Ribeiro, Nelson Évora e Naide Gomes, que contribuem com dois cada para o total luso de ouro.

Estes quatro atletas e Carla Sacramento são os mais medalhados de sempre nesta competição, assegurando mais de 70 por cento dos pódios a que Portugal chegou: Rui Silva e Naide Gomes com quatro cada, Carla Sacramento, Nelson Évora e Fernanda Ribeiro com três.

Sara Moreira, com duas medalhas, João Campos, Carlos Calado, Francis Obikwelu, Patrícia Mamona e Auriol Dongmo completam a lista de 11 atletas que já trouxeram para Portugal medalhas em Campeonatos da Europa em pista coberta.

Em 1990 há ainda a registar a conquista de uma medalha de bronze no triplo salto feminino, através de Ana Oliveira, mas a prova era de exibição, porque a modalidade ainda não fazia parte do calendário oficial para as mulheres.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.