Francisco Belo falhou hoje aquilo que chamou de "plano A" e foi eliminado na fase de qualificação do lançamento do peso dos Mundiais de atletismo de Doha, com a marca de 19,52 metros e o 32.º lugar final.

O atleta do Benfica ficou mesmo três lugares mais abaixo do que tinha atingido há dois anos, no Mundial Londres2017, dizendo no final que "só o plano A interessava" e que "não há desculpas" para o resultado, evitando falar sobre o facto de ter passado 24 horas no hospital, assim que chegou ao Qatar.

"Foi uma marca muito má, foi uma prova que podia ter corrido melhor... só existe 'plano A', tal como a grande Telma Monteiro disse, não existe 'plano B', e por isso lançar um pouco mais controlado e lançar 20 metros e ficar a meio da tabela, ganhar um ou dois lugares, não interessa absolutamente para nada", disse no final.

O plano A era "lançar longe", explica, acrescentando: "Nós aqui sabemos que o peso mundial está muito forte, e temos sorte de só irem três por país aos Mundiais, porque se fossem mais seriam precisos 22 metros, se calhar, para ir à final".

"Sabia que era preciso fazer perto dos 20,90 [a qualificação direta], o objetivo era esse, tentei apanhar algum ritmo, pensar o lançamento com algum ritmo. Apanhei-o um pouco no final, mas não chegou a tempo para construir o lançamento a partir daí", explicou Francisco Belo.

"Ficou o 'sabor' na boca de que poderia ter melhorado. Mas foi igual para todos, três lançamentos, tive as minhas três hipóteses e não consegui", disse o lançador, que já define novas metas. "Daqui por uns meses há outro Mundial [pista coberta], e depois os Jogos Olímpicos. É construir a partir daqui, retirar os pontos positivos e aprender o que podemos desta grande competição".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.